sábado, julho 23, 2011

Pés de Bailarina


Quem está de fora não imagina a relação intensa que bailarinos têm com os pés, uma coisa que beira o fetichismo. Vai muito além dos pés suportarem todo o peso e ficarem tensionados quando saem do chão. O padrão de beleza dos pés é tão forte que esse é um dos critérios eliminatórios para entrar em grandes corpos de baile. Enquanto os leigos, durante o espetáculo, olham para o tronco da bailarina, quem entende do assunto olha para baixo.(para os pés)


O pé perfeito possui um peito de pé grande e arredondado. Quando em ponta, o pé deve formar uma linha no mínimo reta e se apontar para baixo é melhor ainda. A tendência natural quando se faz muito esforço com o pé em ponta é ele virar para dentro. No ballet, isso é totalmente proibido. Pode-se dizer que nos exercícios a bailarina está sempre tentando projetar o calcanhar para cima e o peito do pé para fora. Em certos passos, como no arabesque, o ideal é que ela projete o calcanhar para fora de tal maneira que a perna suspensa pareça terminar numa vírgula.


Para quem não nasceu com o pé correto, existe a chinerina. Com insistência, disciplina e dor (eu já provei), ela ajuda o pé a se curvar cada vez mais, até a articulação ficar saltada. E por falar em dor, esse critério de pés bonitos da bailarina é como os pés pequenos das chinesas: só coberto. Porque para quem usa ponta demais, os resultados são feios. Não é incomum a unha do dedão cair por causa da pressão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fassa seu comentário !